segunda-feira , abril 19 2021
Home / Notícias / Simpa vai à Justiça para evitar faltas da greve

Simpa vai à Justiça para evitar faltas da greve

O desconto dos dias parados foi verificado no acesso aos contracheques, na quarta-feira. NESTA QUINTA (28), tem piquete na SMED, pela manhã, com expectativa de reunião com o governo,  às 10h, e ASSEMBLEIA, A PARTIR DAS 14h, no Centro de Eventos do Parque Harmonia. Acompanhe, também, a cobertura completa da passeata realizada pelos servidores, sob forte chuva, em defesa das revivindicações da categoria. E, ainda: quem puder ajudar as trabalhadoras terceirizadas demitidas da SMED, que estão em situação crítica, pode levar agasalhos e alimentos não perecíveis à assembleia, onde haverá um posto de coleta.

 

O desconto dos dias parados foi verificado no acesso aos contracheques, na quarta-feira. NESTA QUINTA (28), tem piquete na SMED, pela manhã, com expectativa de reunião com o governo, às 10h, e ASSEMBLEIA, A PARTIR DAS 14h, no Centro de Eventos do Parque Harmonia. Acompanhe, também, a cobertura completa da passeata realizada pelos servidores, sob forte chuva, em defesa das revivindicações da categoria. E, ainda: quem puder ajudar as trabalhadoras terceirizadas demitidas da SMED, que estão em situação crítica, pode levar agasalhos e alimentos não perecíveis à assembleia, onde haverá um posto de coleta.

Nem a forte e fria chuva que caiu na manhã desta quarta-feira (27), nem o desconto dos dias de greve, informado nos contracheques de maio, que o jornal Zero Hora chamou de "balde de água fria no movimento" esfriaram o ânimo dos municipários, que saíram em passeata da frente do HPS, passando pelo Túnel da Conceição, até a frente do prédio da Secretaria da Administração (Confira no mapa o percurso feito pelos servidores).

A categoria defende a contraproposta construída pelos servidores na assembleia de terça-feira (26):
– o abono das faltas dos dias de greve;

– a criação de um conselho gestor paritário para acompanhar o plano de saúde;

– que as progressões sejam realizadas imediatamente, bem como que seja estabelecido um calendário de pagamento das progressões atrasadas;

– reposição da inflação dos últimos 12 meses, sem parcelamento;

– PL já! Que as diretrizes de um novo projeto de lei sejam apresentadas à categoria ainda em greve; e que o novo projeto de lei para corrigir o efeito cascata, sem perdas nem no momento, nem no futuro da carreira, seja encaminhado à Câmara Municipal, em regime de urgência urgentíssima.

A contraproposta foi uma resposta ao ofício 651, no qual o governo apresentou a seguinte proposta, considerada insuficiente pela categoria:
1) Quanto ao efeito cascata, a elaboração de um novo projeto de lei, sem perdas no presente, nem no futuro da carreira, a ser enregue à Câmara de Vereadores em até 30 dias, sob coordenação do vice-prefeito, Sebastião Melo;

2) Reposição de 8,17%, correspondentes ao IPCA do período de maio/2014 até abril/2015, pagos em três parcelas, sendo 3,5% em maio/15; 2,46% em dez/15 e 2,8 em mar/16;

3) Quanto às progressões funcionais: atualização das letras e discussão de um calendário de pagamento dos atrasados;

4) Em relação ao plano de saúde, um possível aumento dos subsídios e aumento do número de dependentes aos servidores de vencimentos mais baixos, com base nos valores da AFM;

5) Quanto ao vale-alimentação, parcela única de 8,17%, a partir de maio de 2015.

Continue acompanhando a cobertura completa da mobiização dos municipários na data-base, pelos sites da Astec e do Simpa.

Simule aqui suas perdas com o efeito cascata.

CONFIRA TAMBÉM:

Simpa recorre à Justiça para evitar faltas da greve
Pauta de Reivindicações Astec 2015
Pauta Unificada de Reivindicações 2015

VÁ À ASSEMBLEIA NESTA QUINTA (28) E LEVE UM COLEGA!

ASSOCIATIVISMO FORTE SE FAZ COM UNIDADE E AÇÃO.
DIRETORIA EXECUTIVA 2015/2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *