quinta-feira , dezembro 2 2021
Home / BANNER / Mais de quatro mil municipários ocupam o Paço e prefeito propõe trégua de 40 dias e abertura de negociação dos PLs

Mais de quatro mil municipários ocupam o Paço e prefeito propõe trégua de 40 dias e abertura de negociação dos PLs

(Fotos compartilhadas pela vice-presidente da Astec, enf. Lurdes Tura, pelo conselheiro téc. em comunicação social Adroaldo Corrêa e pelo associado eng. Celso Lima)

Prefeito propõe trégua de 40 dias aos municipários, com abertura de comissão paritária com a participação do comando de greve, da Procuradoria-Geral do Município e da Secretaria Municipal da Fazenda, para negociar os projetos de lei encaminhados pelo Executivo à Câmara Municipal  e que ferem os direitos dos servidores. A proposta de não apresentar os projetos à votação nesse período foi apresentada à categoria, por Nelson Marchezan Jr., na tarde desta segunda-feira, 23 de outubro, em reunião com os representantes dos servidores e a assessoria técnica do prefeito, no Paço Municipal. Enquanto isso, do lado de fora do prédio, o entorno da Fonte Talavera estava inundado por mais de quatro mil municipários, que se manifestavam em favor da retirada dos projetos.

A proposta será enviada por escrito à assembleia geral, que acontecerá nesta terça-feira (24), às 14h, na Casa do Gaúcho, Centro de Eventos do Parque Harmonia.

Compareça e traga seus colegas!

Durante a reunião, Marchezan reiterou alguns de seus pontos de vista: que permanecerá com sua política de parcelar salários e que em novembro será pior; que não intenciona abrir mão da privatização do DMAE nem da extinção da licença-prêmio.  De outro lado, poderá dialogar sobre a proposta de manter vantagens como a RDE e a RETTI para os atuais servidores. Os novos concursados já não a receberiam. Tais vantagens equivalem a metade do salário de cada trabalhador.

Relembrando, são dois projetos de lei do Executivo (PLCE) e dois projetos de emenda da Lei Orgânica (PELO), também de autoria do Executivo:

PLCE 011/2017, que altera os regimes especiais de trabalho e a incorporação de gratificações, limitando o número de avanços por tempo de serviço;

PELO 007/17, extingue a Licença-Prêmio;

PELO 008/17, institui o parcelamento de salários como regra e propõe a alteração da data de pagamento de salários, inclusive o 13º, para o quinto dia útil do mês seguinte;

PELO 010/17, privatiza o DMAE.

ASTEC – DIRETORIA 2017/2018
RESPEITO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *