quinta-feira , outubro 21 2021
Home / Notícias / GREVE

GREVE

Esta foi a deliberação da assembléia geral do Simpa Nessa quinta-feira, 17/05. A paralisação será dias 23, 24 e 25/05 Com nova assembléia geral de avaliação do movimento no dia 25

 

Paralisação nos dias 23, 24 e 25/05, com assembléia para avaliação do movimento no dia 25. Esta foi a deliberação da assembléia geral organizada Simpa, no Centro de Eventos do Parque da Harmonia. Durante o evento, o representante da Astec, integrante do Conselho Deliberativo, defendeu a posição da entidade. “É importante informar aos colegas que uma associação, para poder tomar suas deliberações que impliquem em conseqüências aos seus associados, necessita colher o máximo possível de idéias, proposições, discutindo-as com os mais diversos grupos que a compõe, amadurecendo-as para então colocá-las em prática. Que, para isto, precisa obedecer às regras estipuladas em seu estatuto quanto a prazos legais, e que, se assim não o fizer, corre o risco de ter que responder legalmente pelos danos causados”. Lembrando que a Astec sempre participou, em seus 12 anos de existência, dos movimentos dos municipários, que foi através do Fórum de Entidades, do qual fazíamos parte, conjuntamente com as demais associações; que, com seus movimentos reivindicatórios, permitiu-se a recuperação do sindicato, e que a Astec se comprometeu a colaborar com o Simpa sempre que chamado para as decisões que interessam aos servidores municipais; que a decisão de fazer esta assembléia geral para tomar uma posição de greve foi deliberada pelo CORES, que não deu tempo hábil para poder reunir os sócios da Astec e, também, da categoria, o que leva à exclusão de nossa participação do processo decisório, já que entendemos que caminhar junto nas lutas de manutenção de nossos direitos é discutir e deliberar em conjunto com aqueles que constroem os diretos conquistados. Mas, mesmo assim, não ficamos parados. Fomos buscar as opiniões dos núcleos que, infelizmente, em razão do tempo, não foram muitos e estes entendem, na sua maioria, ser prematura a deliberação por greve, nesse momento, sem uma discussão maior, sem ter uma mobilização dos diversos segmentos dos municipários, sem uma estrutura de apoio, em uma data que antecede o pagamento, colocando em risco a sobrevivência dos que dependem dos já minguados vencimentos. Nós Técnicos Científicos temos a consciência de que atitudes prematuras podem trazer conseqüências ruins e que sempre afetam mais aqueles que menos têm para suportar as situações criadas por elas. Também sabemos que não há conquistas sem algum dano no decorrer do processo. Assim, a Diretoria da Astec, junto com seu Conselho Deliberativo, registra que, em razão do que foi aqui exposto, não se sente LEGITIMADA para deliberar, NESSE MOMENTO, a greve, mas que, democraticamente, será SOLIDÁRIA à decisão encaminhada pelos municipários nesta Assembléia Geral. ASSOCIATIVISMO FORTE SE CONSTRÓI COM PARTICIPAÇÃO Caminhar junto é discutir e deliberar em conjunto! Astec – Diretoria 2007-2008

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *