domingo , novembro 28 2021
Home / Notícias / Assembleia geral de municipários reitera estado de greve e define agenda de mobilização

Assembleia geral de municipários reitera estado de greve e define agenda de mobilização

(Fotos: Ruvana De Carli/ CarliCom)

A Assembleia Geral de Municipários, realizada nesta quinta-feira, 8 de junho,  no Centro de Eventos do Parque Harmonia, reiterou a deliberação da plenária anterior, mantendo o estado de greve, e definiu a agenda de mobilização da categoria, na luta pela Pauta Unificada de Reivindicações 2017. Entre outros itens, além da realização de plenárias por local de trabalho, o calendário inclui:

12/6 – às 14h: Tribuna popular (Previmpa): Saergs na Câmara Municipal

13/6 – às 14h30: Reunião da Comissão de Direitos Humanos sobre a ação violenta da Guarda Municipal contra colegas municipários, na greve geral do dia 28 de abril

14/6: Reunião do Comando de Mobilização, que irá organizar as plenárias por local de trabalho e ações frente às tentativas de parcelamento dos salários

19/6 – 19h: audiência pública do Previmpa, na Câmara Municipal

20/6 – 19h: O desmanche do Estado Social (juíza do trabalho Valdete Souto)

21/6 – Dia de Luta dos Municipários (data indicada para votação dos projetos de lei do Executivo para alterar a Lei do Previmpa):

9h: Ato no Paço Municipal

12h: Assembleia Geral de Municipários

14h: Mobilização na Câmara Municipal (indicativo de votação do PLCE de aumento alíquota Previmpa

de 26 a 29/6: 2ª rodada de plenárias regionais

30/6: adesão à greve geral nacional contra as reformas trabalhista e da Previdência

Em seu pronunciamento, o presidente da Astec, eng. Sérgio Brum, afirmou que é hora de os municipários estarem unidos e usarem a criatividade para contornar a restrição às participações em assembleias no turno da tarde, como tradicionalmente ocorrem, e destacou que Marchezan Jr. rompe uma longa tradição de prefeitos  que souberam negociar e, dessa forma, conseguir o melhor dos servidores. “Mas, apesar dessa tentativa de cerceamento, vamos conseguir nossos objetivos, e vamos dar o melhor de nós para a população de Porto Alegre, sem nos afastarmos um milímetro sequer da legislação”, assegurou Brum.

Já a conselheira da Astec, professora Carmen Padilha, garantiu que a realização de assembleias durante o dia foi uma uma conquista e “não podemos recuar!”, frisou. Segundo ela, é preciso aprender com o contexto nacional, onde a mobilização barrou as reformas trabalhista e da previdência. “Essa é uma categoria forte, temos de nos desafiar com assembleias à tarde!”, enfatizou Carmen.

Esta assembleia ocorreu no mesmo dia em que, pela manhã, o Sindicato esteve reunido com o governo, que se manteve inflexível em relação às reivindicações da categoria. E, sem negociação, não houve avanço nas pautas econômicas (leia mais).

ASTEC – Diretoria Executiva 2017/2018
RESPEITO EM VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *