sexta-feira , janeiro 22 2021
Home / Notícias / Servidores continuam na OP

Servidores continuam na OP

A Operação Padrão tomou conta do Paço Municipal no Bota Fora Verle

 

O som da indignação encheu o centro da capital na metade da manhã dessa sexta-feira, 1/10. Eram os municipários apitando em frente à prefeitura. Faixas pedindo transparência nas contas da administração e exigindo o cumprimento da lei que garante a bimestralidade enfeitaram a festa de despedida do prefeito João Verle, que encerra, em 31 de dezembro próximo, um mandato em torno do qual gravita um grande número de CCs, sustentados pelo erário público. Vestidos de preto, os municipários denunciaram à população de Porto Alegre a falta de condições dignas de trabalho, promovida ao longo dos últimos 16 anos através • da elevação da alíquota da previdência, mesmo contra a comprovação matemática do cálculo atuarial, • do sucateamento de nossos locais de trabalho, não cumprindo sequer as normas básicas de segurança contra incêndio, • do privilegio da ideologia sobre o conhecimento técnico, • do não investimento em capacitação e alijamento do funcionalismo da gestão da cidade, • da ocupação de funções básica da prefeitura por Ccs sem formação compatível, preterindo servidores experientes e capacitados, • com a cassação, há 17 meses, da bimestralidade, assegurada por lei, • como apoio a uma política nacional de desmantelamento da previdência, favorecendo grupos privados, a exemplo do que já ocorreu em países vizinhos como o Chile e a Argentina, com resultados desastrosos para a população que é jogada numa velhice desassistida, • cometendo toda a sorte de irregularidades, como se apropriar dos recursos do Comprev – Fundo de Compensação da Previdência – na tentativa de impedir a consolidação do Previmpa, uma conquista da categoria • não repassando os valores devidos à título de taxa de administração ao órgão de previdência – PREVIMPA . Do Paço Municipal, os funcionários saíram em passeata pela ruas da cidade sendo, muitas vezes, aplaudidos pela população, num sinal de defesa de um serviço público de qualidade. E a Astec junto com o Fórum das Entidades segue trabalhando, em rigorosa Operação Padrão, na defesa da bimestralidade e da Pauta Unificada de Reivindicações 2004 (veja no site www.astecpmpa.com.br ), com um calendário de atividades diárias. Nada de ir para casa e cruzar os braços: é “greve por dentro”, com OP neles! A Operação Padrão é pressão total! Mobilize-se e use o CLIQUE DENÚNCIA, com sigilo garantido: www.astecpmpa.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *