terça-feira , janeiro 19 2021
Home / Notícias / Audiência pública: Câmara recomenda que governo retire PL do abono e dialogue com servidores

Audiência pública: Câmara recomenda que governo retire PL do abono e dialogue com servidores

"Retira! Reitra! Retira" foi a resposta em uníssono dos municipários que ocuparam a plateia do plenário da Câmara Municipal na noite da quinta-feira, 05/03, ao secretário da Administração. Elói Guimarães repetiu seu discurso de que veio para ouvir e levaria as informações ao centro do governo, deixando clara a intenção de não negociar e manter o "PL do Abono" no Legislativo.

 

"Retira! Reitra! Retira" foi a resposta em uníssono dos municipários que ocuparam a plateia do plenário da Câmara Municipal na noite da quinta-feira, 05/03, ao secretário da Administração. Elói Guimarães repetiu seu discurso de que veio para ouvir e levaria as informações ao centro do governo, deixando clara a intenção de não negociar e manter o "PL do Abono" no Legislativo.

Com exceção do líder do governo, Airto Ferronato, todos os demais parlamentares que ocuparam a tribuna defenderam que o Executivo retirasse o projeto com o qual pretende "solucionar" o efeito cascata e passasse a negociar com a categoria.

O diretor sindical da Astec, Adroaldo Corrêa, fez um discurso inflamado e, como alguns dos demais representantes, mereceu aplausos entusiasmados dos servidores. Ele disse acreditar no prefeito sindicalista, de base trabalhista; no José Fortunati que assegurou que não haverá perdas para os trabalhadores e que empenhou publicamente sua palavra em Nenhum Centavo a Menos. Mas, lembrou que 2014 não acabou para os municípários, porque as comissões que propuseram uma solução para o efeito cascata e um caminho para o plano de cargos, carreira e salários foram abandonadas pelo governo.

Ao final da Audiência, que se estendeu até às 21h30min, o presidente da Câmara, Mauro Pinheiro, ressaltou que qualquer vereador pode pedir prioridade para votação do projeto e, nesse caso, vai depender da maioria de lideres. Como vereador e presidente da casa, pronunciou-se em favor de que o governo retire o projeto do abono e "nos entregue um novo projeto de lei, construído em conjunto com o Simpa, que nós o votaremos em tempo recorde!"

ASSOCIATIVISMO FORTE SE FAZ COM UNIDADE E AÇÃO.
DIRETORIA EXECUTIVA – GESTÃO 2015/2016

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *