Home / Notícias / Astec entrega documento a prefeituráveis

Astec entrega documento a prefeituráveis

Os candidatos que estão no segundo turno receberam sugestões e questionamentos dos Técnicos. Maria do Rosário já respondeu e Fogaça deverá responder até a próxima semana.

 

Os candidatos que estão no segundo turno receberam sugestões e questionamentos dos Técnicos, através de documento organizado e encaminhado pela Astec. Maria do Rosário, do PT, que recebeu já respondeu e Fogaça deverá responder até a próxima semana. Acompanhe aqui a íntegra do documento: Corresp. Circ. 01/08 Porto Alegre, 1º de setembro de 2008. Prezado(a) Senhor(a): Ao cumprimentá-lo(a), a Astec, na defesa dos interesses da sociedade porto-alegrense, bem como no exercício de sua função estatutária na representação de seus associados, vem participar ativamente do processo eleitoral que visa escolher o novo prefeito de Porto Alegre. Para tanto, elaborou o presente, que tem por função esclarecer aos candidatos os assuntos com os quais os técnicos científicos têm estado envolvidos no cumprimento de seu cotidiano profissional e buscar o posicionamento dos candidatos sobre as seguintes questões: 1) A captação eficiente de recursos disponíveis no mercado para financiar obras e serviços públicos é uma das possibilidades de melhorar a condição financeira da Prefeitura. O IBAM, Instituto Brasileiro de Administração Municipal publicou, em 2002, relatório de pesquisa realizada nas principais cidades do País, referente ao Estudo de Avaliação da Experiência Brasileira sobre Urbanização de Favelas e Regularização Fundiária, que apontou Porto Alegre como uma cidade com dificuldades para captar recursos. Os recursos disponibilizados e devolvidos a partir daquele ano ao Governo Federal (2002-2008) por não terem sido utilizados, confirmam esta vocação. 2) A gestão fragmentada tem sido outra das grandes dificuldades da administração da PMPA. Uma das alternativas de gestão prevê transversalidade e integração intersecretarias em prol da qualidade dos serviços públicos. 3) Um secretário e chefias com perfil adequado e formação técnica compatível com as atividades da secretaria/órgão que irá assumir são requisitos indispensáveis ao sucesso da gestão pública, sem o que é impossível compreender a complexidade da atuação do serviço público sobre o conjunto da sociedade. 4) Em geral, as administrações iniciam compromissadas com a redução dos cargos comissionados, mas, ao longo dos governos, cresce o número de CCs, bem como a sua interferência em assuntos estritamente técnico-administrativos. Questiona-se também a qualificação e a formação técnica destes cargos e as posições que acabam assumindo na estrutura dos órgãos públicos. 5) A qualidade das relações interpessoais e a redução de casos de assédio moral são fatores determinantes para aumentar a produtividade nas organizações públicas. A Astec iniciou trabalhos no sentido de informar e conscientizar seus associados sobre estes aspectos. 6) A valorização profissional passa por treinamento, reconhecimento profissional através de cargos e salários, diálogo permanente, utilização da experiência dos técnicos, evitando o retrabalho. É também do corpo permanente da Prefeitura a função de preservar a memória do serviço público, bem como de contribuir, através de seu conhecimento e experiência, para a implantação do plano de governo, auxiliando na definição de como as coisas devem ser feitas. 7) Qualificação do corpo técnico da Prefeitura é uma das promessas mais comuns dos candidatos. Uma política de qualificação contínua e permanente, elaborada com a participação dos envolvidos nesse processo e focada nos interesses do desenvolvimento do município, é uma expectativa dos técnicos da PMPA. 8) É antiga reivindicação de que se elabore um plano de cargos e salários dos servidores da PMPA. Embora reconhecida como justa pela quase totalidade dos candidatos à Prefeitura ao longo do tempo, a solicitação não foi implementada por nenhum, persistindo tentativas infrutíferas de recomposição do poder de compra através de concessões isoladas de fragmentos salariais. 9) Dentro do Plano de Cargos e Salários da Prefeitura, a progressão funcional, bienal, é o único mecan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *